top of page
faixa-seção.png

Mirante farol de Porto de Galinhas é atração nestas férias


Farol Porto de Galinhas - Nascimento da lua cheia
Foto: Felipe Cadena

Carol e Ricardo têm uma paixão em comum. Casados, saem sempre em busca de conhecer faróis em todos os lugares do mundo que visitam. Costumam trazer réplicas para casa, onde possuem uma coleção de faróis de todos os tamanhos. Em novembro, os dois transformaram um sonho em realidade. Construíram um mirante seguindo o modelo de um farol. O resultado pode ser visto em Porto de Galinhas, Ipojuca, principal destino turístico de Pernambuco.


A novidade se chama Mirante Farol Porto de Galinhas e pode ser encontrada na área do Bar Munganga Bistrô, no centro de Porto. Do alto de seus 14 metros, o visitante tem uma das mais belas vistas em 360 graus daquele trecho de litoral, além da visão privilegiada do pôr do sol.


Por causa da limitação de gabarito de construções imposta pela Prefeitura de Ipojuca no centro de Porto, a construção não pode ultrapassar os 14 metros, o que equivale a um prédio com três pavimentos. O empreendimento é particular e vai receber apoio do município através de divulgação nas feiras de turismo. Para conhecer o espaço, está sendo cobrada ao visitante uma taxa de R$ 15, inteira, e R$ 7,50, meia.


O visitante pode subir de elevador até o primeiro pavimento. O percurso para os demais espaços é feito por escada. Os empreendedores Carol Vasconcelos e Ricardo Barreto também instalaram elevador para permitir a acessibilidade de pessoas cadeirantes e idosas. “Como a altura do parapeito deve ser de um metro e vinte centímetros, de acordo com normas do Corpo de Bombeiros, vamos disponibilizar uma rampa móvel para proporcionar a elevação da visão dos cadeirantes”, explicou Carol.


O mirante é como uma espécie de réplica de um farol, já que, para assim ser considerado, precisa ter mais de 50 metros. A ideia, diz Carol, é mesmo proporcionar uma visão privilegiada do litoral e trazer uma novidade para o turismo de Porto de Galinhas do ponto de vista também de arte e da gastronomia. O mirante tem uma galeria de arte permanente com as peças do artista plástico Carcará, conhecido pelas galinhas talhadas em coqueiros espalhadas por Porto, e terá também um restaurante mirante e área vip para dancing.


Carol avisa que 10% da renda mensal obtida no espaço será revertida para uma ação social em Salinas, comunidade pobre de Ipojuca. Além disso, explicou a empresária, o mirante será aberto ao público gratuitamente, toda última quarta-feira do mês, quando também receberá escolas públicas com interesse em levar estudantes para o espaço. “O grande atrativo da paisagem vista daqui de cima são as piscinas naturais, que são vistas melhor na maré baixa”, sugere Carol.


O secretário de Turismo de Ipojuca, Mário Pilar, destacou que a história do mirante farol irá constar em um livro que está sendo preparado pelo município e que deve ser lançado em feiras de turismo nacionais e internacionais antes do mês de julho. A publicação será disponibilizada em três línguas: português, espanhol e inglês.


Por ano, 1,2 milhão de pessoas visitam Porto de Galinhas. O mirante farol etará aberto das 11h às 18h, com dois monitores presentes e capacidade para 40 visitantes ao mesmo tempo. A visita tem duração de 20 minutos. Os empresários financiaram R$ 900 mil para investir na obra.


Fonte: Diário de Pernambuco


bottom of page